A cabana do pai Tomás

O maior fenômeno literário do século 19 narra uma emotiva saga de denúncia da escravidão nos Estados Unidos. O livro é apontado por historiadores como um dos deflagradores da Guerra Civil Americana (1861-1865). O projeto gráfico deste livro se vale do contexto social e cultural em que a obra foi escrita e procura enfatizar o legado catastrófico da escravidão para os tempos atuais. Dessa forma a estética do livro recupera imagens reais sobre escravidão no século 19 e ilustrações originárias das primeiras edições do livro nos Estados Unido. Elas são retrabalhadas e recombinadas com silhuetas e pinceladas bruscas, tendo assim seu aspecto caricato transformado em colagens dramáticas, por vezes irônicas, por vezes fantasmagóricas.

Carambaia, 2018
produção gráfica: Lilia Goes
13,5 × 20,8 cm

Editorial

editorial_Carambaia_ACabanaDoPaiTomas_02
editorial_Carambaia_ACabanaDoPaiTomas_03
editorial_Carambaia_ACabanaDoPaiTomas_04
editorial_Carambaia_ACabanaDoPaiTomas_05
editorial_Carambaia_ACabanaDoPaiTomas_06
editorial_Carambaia_ACabanaDoPaiTomas_07
editorial_Carambaia_ACabanaDoPaiTomas_08
editorial_Carambaia_ACabanaDoPaiTomas_09
editorial_Carambaia_ACabanaDoPaiTomas_10
editorial_Carambaia_ACabanaDoPaiTomas_11
editorial_Carambaia_ACabanaDoPaiTomas_12
editorial_Carambaia_ACabanaDoPaiTomas_13
editorial_Carambaia_ACabanaDoPaiTomas_14
editorial_Carambaia_ACabanaDoPaiTomas_15
editorial_Carambaia_ACabanaDoPaiTomas_16
editorial_Carambaia_ACabanaDoPaiTomas_17
editorial_Carambaia_ACabanaDoPaiTomas_18